quarta-feira, fevereiro 22, 2006

Era aquela chuva miudinha que lhe molhava a superfície, mas deixava o interior intacto... e era sempre assim que reagia às contrariedades. Vivia de aparências? Vivia bem e isso é que lhe importava! Mais tarde pensaria nas consequências que este comportamento lhe poderia trazer!

3 Comments:

Blogger António disse...

Tanta gente que vive de aparências...
Eu diria mesmo que, de uma forma ou de outra, todos vivemos de aparências!

Obrigado pela visita e pelo "não-comentário"...ah ah ah

Beijinhos

10:06 da tarde  
Blogger Ana disse...

Não gosto de pessoas que vivem de aparências...tal como estas são demasiado banais e superficiais!

10:40 da tarde  
Blogger PmA disse...

Quem anda à chuva molha-se.

2:01 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home