quarta-feira, janeiro 11, 2006

E nos dias em que se sentia menos enérgico preferia parar. Fechava-se em casa. Desligava o telefone e lia. Escolhia, com cuidado, um livro que o tirasse da realidade e consumia-o até à última página. Parava apenas para tomar umas refeições ligeiras que ele próprio preparava.
Mês a mês os dias de paragem aumentavam. Não percebia se seria a falta de energia ou uma fuga indeliberada. Procurou ajuda especializada e descobriu que tinha desenvolvido uma adicção à leitura - era só nos heróis dos seus livros que pensava. O que o psi não descobriu é que ele lia para não viver a sua vida!

5 Comments:

Blogger Ana disse...

E se duvida não era o unico a refugiar-se dentro das quatro paredes de sua casa nem nas histórias!
O que não consigo perceber é porque é que há pessoas que o fazem!

5:13 da tarde  
Anonymous hodiguitria disse...

..pero que las hay, hay!

5:55 da tarde  
Blogger António disse...

Boa "historinha".
Afinal uma companhia, mesmo sem amor, não é muito importante?
(e eu a bater no ceguinho...eh eh)

Beijinhos

6:07 da tarde  
Blogger PmA disse...

Recordo-me de ter escrito no meu blog que é muito feio viver a vida dos outros. Mas muitos são os momentos que assim tem de ser.
;)

11:52 da manhã  
Blogger E.A. disse...

curioso

10:32 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home